Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Moda & Style

por Joana Freitas

Moda & Style

por Joana Freitas

Como fazer compras online (de forma segura!)

Com o avançar dos tempos, a tecnologia evoluiu, assim como tudo o que diz respeito à Internet. Se o tempo é reduzido demais para ir a X ou Y lugar comprar qualquer coisa, agora podemos comprá-las sem sequer sair do conforto da nossa casa. Porém, apesar da comodidade, nem sempre é uma forma segura de fazer compras, isto se não se tiver cuidados.

 

Como muitas vezes falo-vos aqui no blog de lojas online, decidi hoje fazer um post com algumas dicas básicas e essenciais para todas as internautas viciadas em compras, para que no futuro evitem confusões e/ou dissabores.

 

1. Reputação da loja
O primeiro obstáculo para se fazer compras online é este relacionado com a viabilidade e segurança da loja em questão. Se pretender comprar algo em determinada loja, faça primeiro uma breve pesquisa: em fóruns, página do Facebook ou outras redes sociais da marca, para ver o que por lá se escreve.
 
Outra solução é perguntar a parentes ou amigos se conhecem uma loja de cofiança para determinado efeito, ou então leia as opiniões de bloggers acerca de algumas lojas. Posso já deixar-vos alguns links de lojas de confiança e com as quais já tenho tido boas experiências: Spartoo, La Redoute e Romwe.
 
2. É ou não uma loja segura?
Uma outra forma de se sentir mais segura quando efetua compras online é verificar a identidade do site. Procure no site selos de "Internet Segura" e "Site Seguro". Estas informações indicam que a loja toma medidas de segurança no que diz respeito às informações dadas por si.  Na hora de efetuar o pagamento, verifique ainda se se encontra um cadeado na barra de navegador ou num dos cantos inferiores do navegador, dependendo do programa. Este icone que parece inofensivo, na verdade tem um grande poder no que diz respeito a segurança, pois ele na verdade é um certificado digital SSL (Secure Socket Layer), um importantíssimo recurso de segurança.
Exemplo de um SSL
 
3. Ler as Condições de Uso e Política de Privacidade
Poderá ser muito chato ler as Condições de Uso e Política de Privacidade de uma empresa, mas a verdade é que todo o comércio web sério tem a lista de Condições de Uso e Política de Privacidade que, ao contrário do que se possa imaginar, não são meras e simples alíneas só para preencher o site mas sim para informar todos os utilizadores a forma de como é tratada as informações de cada um.

Exemplo: Ao registar-se na loja, concordando com as Condições de Uso e Política de Privacidade, não estará automaticamente inscrito na newsletter da empresa que lhe permitir receber ofertas e outras promoções de empresas parceiras via email?
 

4. Não faça compras através de email não solicitado (SPAM)

Se por ventura recebeu algum email de uma loja na qual não está registada (ou está mas não autorizou o envio de emails promocionais para o seu endereço eletrónico), por favor, em nome da sua segurança, não clique em nenhum link presente no email, nem faça compras nessa loja pois está perante um email não solicitado (também conhecido como SPAM).

 

Esta prática é muito prejudicial não só aos cibernautas mas também à Internet e, ao incentivá-la, só está a dar aso para que ela continue e que mais pessoas recebam este tipo de emails que, na sua maioria, tratam-se de golpes online e de burlas, pelo que deve imediatamente eliminar ou denunciar como spam o email.

 

5. Atenção aos sites de compras coletivas

Numa altura em que o que se quer é mais poupar, muitas pessoas recorrem a sites de compras coletivas com a finalidade de obterem descontos em determinado tipo de serviço ou produtos. Até aqui, nada contra, o problema é como tudo é processado e as condições para adquirir e obter a promoção. Para evitar sair burlado ou enganado, deve ter cuidados adicionais:

  • A loja deve informar claramente e sem espaço para dúvidas todas as condições de uso do cupão, bem como a validade do mesmo, se só se aplica a datas comemorativas ou não. Você, na qualidade de consumidora, tem o direito e deve tomar conhecimento de todas as informações relativas à oferta
  • Se por ventura tiver que pagar taxas relativas à entrega do cupão, verifique se as mesmas não diminuem as vantagens da oferta. Se diminuírem, o melhor é mesmo optar por não aderir à promoção
  • Faça uma breve pesquisa acerca do site em questão. Caso tenha muitas reclamações ou muitos casos mal resolvidos, não compre no site, pois pode acontecer o mesmo consigo
  • Duvide de promoções excessivamente vantajosas e tente saber mais sobre elas

 

 

6. Políticas de devolução

Tal como acontece nas lojas físicas, o consumidor tem o direito de querer devolver um artigo que comprou e não gostou ou que simplesmente se arrependeu de comprar via Internet. Para uma eventual situação, deve ver primeiro as condições e políticas de devolução (prazos para devolução, taxas associadas ou livres, passos para proceder à devolução, etc).

 

7. Proteja-se a si e aos seus dados

É muito importante ter cuidado com os seus dados, para que, na eventualidade da sua conta ser invadida, não ocorrem compras indevidas em seu nome. Veja alguns exemplos para proteger os seus dados:

  • Muitos sites têm a opção de memorizar o seu número de cartão multibanco/crédito, mas não é recomendável fazê-lo: tal como disse, numa eventual invasão à sua conta, os seus dados poderão estar ao alcance de terceiros e, com isto, ocorrem compras indevidas ou até mesmo dívidas indesejáveis
  • Com o objetivo de fornecer o menor número de dados pessoais possíveis, o Paypalé um excelente recurso para compras online, quer sejam elas nacionais ou internacionais, com as vantagens de ser totalmente gratuito e de ser simples, bem como possuir um mecanismo que faz câmbios de todas as moedas sem custos adicionais (e possui o SSL que vos falei acima :) )
  • Não faça compras em locais públicos, pois eles poderão não estar com os sistemas operativos e antivírus devidamente atualizados
  • Mantenha sempre o antivírus e sistema operativo atualizados
  • Tenha cuidado com emails não solicitados, links duvidosos e emails falsos que o direcionam para ficheiros maliciosos

 

8. Confirme a origem dos produtos

Se está perante um iPhone ou iPod com um preço extraordinariamente aliciante, tenha muitoooooo cuidado. Pense no seguinte: se tivesse um comércio, abri-lo-ia para ter prejuízo? Não, pois não? Portanto, sempre que vir destas "pechinchas", trate de imediatamente esquecer o assunto e retomar à sua vida normal pois provavelmente o produto pechincha é falsificado, ou seja, ilegal e de baixa qualidade.

 

9. Tenha atenções redobradas com sites internacionais

A busca de um produto específico faz-nos recorrer muitas vezes a sites estrangeiros, o que por um lado pode ser bom, por outro mau. Antes de optar por este tipo de compra, tenha em atenção:

  • Muitos dos produtos são taxados nas alfândegas ou, quando não o são, os impostos e custos dos portes de envio aplicados à encomenda poderão ser mais caros e, consequentemente, desvantajosos para quem compra, acabando por "o barato sair caro"
  • Os prazos de entrega poderão ser mais alargados e demorados
  • Caso se trate de uma fraude, fica mais complicado os órgãos de defesa do país tratarem da caso
  • Dependendo do produto, caso o mesmo tenha alguma avaria, pode não haver assistência técnica no país

 

10. Não se aproveite do fraco

Os erros são cometidos por qualquer ser humano, e quem é que está por detrás dos computadores? Seres humanos, ou seja, os erros acontecem frequentemente. Quando vir algum erro no preço, não se aproveite disso para tirar proveito, pois normalmente as encomendas são canceladas com a justificação de que o produto em questão sofreu um erro técnico, é uma questão irreversível. Ah, e não tente levar o caso para a justiça pois já muitos o fizeram e... O juíz não lhes deu razão porque classificou o ato como sendo um ato de má fé.

 

Agora só me resta desejar Boas Compras com segurança! :)

 

4 comentários

Comentar post