Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Moda & Style

por Joana Freitas

Moda & Style

por Joana Freitas

Os sapatos no masculino

No que diz respeito ao presente tema, não tenho assim muita experiência. Em primeiro lugar, não tenho namorado, muito menos marido (credo, ainda sou tão nova para essas andanças... ahahaha), e em segundo lugar, o meu pai é o único homem cá da casa, ou seja, ele está em desvantagem contra três mulheres, e, sem querer ser gabarolas, são belíssimas e cheias de bom gosto.

 

O meu pai sendo o único elemento masculino aqui da residência, tem ao seu dispor duas personal shoppers e stylists e tudo o que seja relacionado com imagem e afins, o que inclui sapatos e vestuário. Não é que ele seja descuidado com a sua aparência, pelo contrário, ele tem sempre uma palavra a dar no que diz respeito ao que gosta e não gosta (gostos apurados, diga-se de passagem), mas para ajudar conta sempre com as suas assistentes pessoais que são, neste caso, esposa e filha mais nova (eu!!).

 

1. Bata Preto 53,50€

2. Clarks Chart Walk Preto 100,00€

3. So Size Arnaud Moca 135,00€

4. Carlington Velota Castanho 75,00€

 

Dado que o senhor meu pai já conta com 28 anos em cada perna (uma perguntinha para treinar cálculo mental não faz mal a ninguém... :) ), não é de todo aconselhável que o senhor ande com umas sapatilhas néon, por exemplo. É que para além de não fazerem o género dele, não é de todo adequado para um jovem tão experienciado como ele.

 

Tendo em conta a idade e o estilo dele, que é mais para o sóbrio e clássico, fiz uma pequena seleção dos sapatos que possivelmente irão fazer as graças do "xenhô Manel", juntando-lhes ainda um factor crucial para o pézinho do mestre: serem forrados a couro. Sim, porque o jovem tem uma pata tão sensível que não pode estar em contacto com meias ou sapatos com forros sintéticos, pois caso contrário os seus pés respondem logo com uma bela reação alérgica.

 

E, mais uma vez, não é para me gabar, mas com uma seleção de calçado como esta acho que ficaria encantado e bem servido! É por estas e por outras que estou seriamente a ponderar passar estes serviços de styling para o público e, quiçá, até abrir uma clínica do estilo, mas isto tudo só depois de concluir o meu percurso académico. Até lá, fica tudo no papel e na mente.

3 comentários

Comentar post