Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Moda & Style

por Joana Freitas

Moda & Style

por Joana Freitas

Os Três da Vida Airada: Cocó, Ranheta e Facada

Provavelmente já terão ouvido a expressão "Os Três da Vida Airada: Cocó, Ranheta e Facada" dos vossos pais ou até dos vossos avós, ou pelo menos eu ouvi (e muito!) dos meus. Apesar de nunca ter sabido muito bem do que se trata, sempre achei graça à expressão, não fosse Cocó e Ranheta palavras que, na língua portuguesa, associam-se a inúmeras situações - algumas nada clean, literalmente.

 

Fiz algumas pesquisas e, segundo as mesmas, Os Três da Vida Airada foi um filme dirigido pelo Perdigão Queiroga e que se estreou no cinema português em 1952. Além de ter sido o título de um filme luso, Os Três da Vida Airada é já uma expressão muito usada pelos portugueses, pois significa um trio de pessoas que são inseparáveis, andam sempre juntas. Fiz um bom trabalho de casa!

Atualmente, Os Três da Vida Airada: Cocó, Ranheta e Facada são uma coleção de vernizes da INOCOS by INOEH que, como não poderia deixar de ser, tem alma e carinho luso até dizer chega. Como se não bastasse, e como podem reparar, a criatividade é o ingrediente do sucesso desta marca lusa.

 

Desta coleção, já tinha tido a oportunidade de vos mostrar o Cocó aqui, um amarelo lindíssimo e que é a "cara" deste verão, sendo que do trio só me falta apresentar-vos o Ranheta - um azul maravilhoso e que nos remota logo a marezia e ao mar - e o Facada - um rosa bem vibrante e ideal para todas, especialmente aquelas que já acusam um bonito bronze.  

Sendo eu uma fã incondicional de azul, decidi pegar no Ranheta e pintar todas as unhas, após a remoção do verniz antigo e da aplicação de um verniz fortificante. Acontece que olhei para o rosa e, tal como na roupa estes dois tons casam bem, porque não juntá-los também nas unhas? Não tardou muito e comecei a fazer umas pequenas riscas no polegar, seguindo-se depois a manicure francesa nas outras, para ver como ficava. Uma vez que gostei deste ar weird e fora do convencional, deixei-me estar. Ora então se algumas pessoas gostam de usar uma unha diferente das unhas e fazem-no usando um verniz metálico para destacar a dita cuja, porque não eu optar por fazer um "padrão" diferente das outras unhas? Eu acho que até funcionou bem. E a minha mãe, segundo se consta, anda a querer imenso umas unhas iguais. Hajam mães aventureiras! 

1 comentário

Comentar post